22/09/2014

Crítica de Livros - O Retrato de Dorian Gray

Olá Meus Queridos Nerds =^.^= Faz quase uns dois meses que eu não faço uma crítica de livros né? Mas HOJE TEM! Crítica... é claro hehehehehehe. Hoje a crítica será de um dos maiores clássicos da literatura inglesa, e um dos melhores livros que eu já li, "O Retrato de Dorian Gray". Se você está em busca de um clássico e ao mesmo tempo de um livro que te prenda completamente, fazendo você pensar nele durante dias ou semanas, no meu caso... Então sugiro que você continue lendo essa postagem! Então Queridos, Leiam:
http://3.bp.blogspot.com/-Hmhm9_pkszA/VBzSd9b_uWI/AAAAAAAAWYs/APGosVIEx2U/s1600/O%2BRetrato%2Bde%2BDorian%2BGray.jpgTítulo Original: The Picture of Dorian Gray.
Editora: Biblioteca Azul.
Ano: Edição de 2013.
Autor: Oscar Wilde.
Páginas: 351.
Sobre o Livro: É difícil começar a falar no Retrato de Dorian Gray sem antes comentar um pouco sobre seu autor e a época em que o livro foi publicado. Antes mesmo de comprar o livro eu já tinha começado a lê-lo Online e diferente de muitas pessoas que descobriram O Retrato de Dorian Gray por indicações ou pela escola, meu interesse surgiu em uma nova série (que eu acho que comentei aqui no blog) Penny Dreadful. Vendo o jovem Dorian Gray, caracterizado na série como um homem belo, com aparência ingênua, mas que na verdade era repleto de luxúria e "pecado" me surgiu um interesse pelo personagem, então me lembrei do livro "O Retrato de Dorian Gray", um livro que vi na lista de melhores clássicos da literatura inglesa, então fui de cara no livro, e me apaixonei pela história, tanto dentro quanto fora do livro. O livro foi publicado pela primeira vez em 1890/1891 cinco anos antes de Oscar Wilde ser julgado pelo crime de "flagrante indecência". O motivo da prisão de Wilde foi sua orientação sexual, Wilde era homossexual, porém na Era Vitoriana essa palavra não era oficial, a palavra homossexual só entrou na língua inglesa em 1892. Para os ingleses daquela época a moralidade era fundamental, e um escândalo desses era inaceitável. Quando foi publicado "O Retrato de Dorian Gray" sofreu as mais diversas críticas, sendo chamado de um livro, sujo, impróprio, nojento, por conter relações mais intimas entre os três personagens principais da trama, Dorian Gray, Basil Hallward e Lorde Henry (Harry) Wotton. Por ter uma grande importância histórica e por ter uma trama excelente o livro se tornou famoso, e até hoje O Retrato de Dorian Gray continua atual.
Minha Crítica: O livro conta a história de Dorian Gray, um jovem rico que mora em Londres. O livro começa com Basil conversando com Harry a respeito de um garoto que o fazia se sentir diferente, um jovem que ele admirava muito, por sua beleza e ingenuidade. Logo no começo da história pude perceber a relação entre Dorian e Basil, sendo pintor, Basil usava Dorian como seu modelo e se negava a dividi-lo com mais alguém, para ele Dorian era único e precioso. Logo depois Dorian conhece Harry, um Lorde bastante polêmico, que e interessava muito pela juventude de Dorian, e lhe dava conselhos que nem ele mesmo seguia, conselhos considerados infames para sua época. Induzindo Dorian ao pecado e à luxúria. Basil presenteia Dorian com um retrato seu e minutos depois surge uma conversa sobre o fato de que o retrato ficaria para sempre naquele estado enquanto Dorian envelheceria, Dorian desejou que o retrato envelhecesse por ele e que todos os danos que a vida lhe causar passasse para o retrato, para que sua aparência continuasse intacta. Dorian começa a cometer alguns erros, induzidos por Harry e acaba se afastando de Basil, com o tempo Dorian percebe que o retrato começa a mudar de acordo com as atitudes que ele tomava, como se o retrato estivesse mostrando sua alma, e como se o pedido que ele avia feito tivesse se realizado. Ele esconde o retrato e se recusa mostra-lo para qualquer um, até mesmo para o autor do retrato Basil. Dorian continua sua vida pecaminosa enquanto o retrato muda em seu lugar.
Minha Avaliação sobre o Livro: ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ - O resto do livro não interessa, leiam para saber hehehehe. Sei que eu sempre falo isso, mas realmente, O Retrato de Dorian Gray foi o melhor livro que já li em minha vida (que está só começando). Ele me ensinou tantas coisas, que talvez só faça sentido para mim... Mas de qualquer forma super indico esse livro, não sei se faz sentido, mas acho que pessoas acima dos 15 anos já podem ler, não sei se estou certa, mas acredito uma pessoa mais nova possa não entender, eu mesma se tivesse lido com 14 estaria boiando (claro que eu diria que entendi tudo... porque para mim eu teria entendido, mas provavelmente seria apenas ingenuidade minha pensar assim)... Como as coisas que achamos que entendemos e depois que crescemos vemos que não era nada daquilo hehehehehe. Bom Meus Queridos Nerds, é isso! Espero que tenham gostado. Já leram O Retrato de Dorian Gray? Vão ler? O que acharam da crítica? Comentem! Beijinhos *----------------------------------------------------------------------*