25/12/2013

Crítica Sem Noção: Desenhos... Antigos - Parte 1

Olá espíritos, deuses, semideuses, monstros, magos e quem mais estiver ai com a gente.
Hoje eu vou trucidar uma coisa que eu amava, uma coisa que eu amo, algo que cunhou o meu caráter (em parte, porque fofa não sou) e me fez uma criança muito feliz. Hoje irei fazer comédia com os desenhos antigos, pra ser mais especifica, os desenhos (ou as reprises, depende do ponto de vista) que marcaram a minha infância. E não só a minha, a da Nanda e da Dora também, assim como a de muitas outras pessoas. Mas a novidade que eu lhes trago, é que este post terá a participação especial da Nanda e Dora, então se preparem, porque nossas conversas tem muita besteira (as vezes não).
QUE SOEM OS TAMBORES...
Thundercats:
Lígia - Ah, Thundercats... Ou gatos guerreiros, bombados e alienígenas. Você escolhe. Eu os adoro! Mas... não posso deixar de criticar e dar risada. Uma coisa que sempre me deixava encucada era, como eles se vestiam? As roupas eram tão justas, tão coladas, tão anos 70, que aquilo era impossível de se vestir, a roupa é tão apertada que era impossível de respirar, mas eles conseguiam a proeza. O Lion é, de todos os personagens, o único que cresceu. Nem aqueles irmãos, o Willy Kat e Willy Kit, que tem cara de criança desde o primeiro episódio cresceram, então, só tem duas explicações lógicas e racionais. Ou a última refeição do Lion antes de entrar naquela cápsula tinha altas taxas de Biotonico Fontoura,... Ou todo mundo já era adulto, menos o Lion, e ele passou anos dentro daquela cápsula, para então sair um adulto saradão. Se for a segunda opção, a Cheetara, que gosta do Lion, é uma velha pedófila muito bem conservada (essa dorme em formol). Quando eu era pequena, tudo me maravilhava, então eu não notava algumas gafes. Não faz muito tempo, eu estava revendo Thundercats e minha priminha estava comigo, ela pediu para ver o desenho comigo e eu deixei. Ao termino do episódio, minha priminha de 5 anos (a mesma idade que eu tinha quando via o desenho na TV), se virou para mim e disse: "Prima. Eles são gatos?". Eu respondi que sim e fiz um discurso super puxa saco dos Thundercats, então, ao termino do meu discurso, ela me sai com essa: "Mas prima, gatos não tem rabo?". Desde então eu estou chocada.

Nanda - O engraçado, é que quando éramos crianças, não percebíamos essas coisas, que hoje em dia NÃO FAZ SENTIDO o.O. O típico exemplo está no primeiro episódio, eles aparecem sem roupa... mas NÃO TEM NADA! Como pode? Eles são pelados que parecem que usam roupa, mas estão sem ela, isso é confuso '-- Eu nem ligava para isso, para mim era normal, o importante era o desenho, mas hoje eu olho e penso... WHAT? Sabemos que os Thundercats são representados por diferentes raças de felinos, Lion seria um Leão, Cheetara seria um Guepardo / Leopardo, Tygra seria um Tigre, WilyKit e WilyKat seriam... não tenho ideia e Panthro seria uma pantera, mas ele é AZUL! Tá certo que tem algumas panteras tão pretas que até aparecem azuis na luz, mas isso já é exagero. Voltando a questão da roupa ou a ausência dela, se eles não tinham nada para censurar, por que passaram a usar roupas coladas depois do episódio um? Minha hipótese... para ficar maneiro, fim! Seja como for, tenho que dar uma de Thunderfã (acho que acabei de inventar uma palavra nova), e dizer que esse desenho foi muito importante para minha infância, e sem ele eu não seria essa pessoa maravilhosa que sou hoje crof, crof, crof (exagero total). E esse desenho foi um dos responsáveis por brotar minha paixão por homens de cabelos compridos, que na minha opinião são de morrer e matar kkkkkkk.

Dora - Eu amava o desenho, e nunca me importei com os defeitos, pois afinal, eu era uma criança, e os desenhos que passavam na TV não tinham lógica alguma. Sempre achei o primeiro episódio meio estranho, a destruição de Thundera, e os felinos sobreviventes tendo que fugir para o novo mundo. A explicação mais ou menos lógica para o envelhecimento do Lion seria, segundo os episódios, que sua capsula não deteve o seu envelhecimento. Então espera ai! Então Lion é um menino no corpo de um homem/gato super desenvolvido? Então Cheetara é mesmo pedófila? Ou ela tá mais para uma babá do Lion? Perguntas, perguntas e mais perguntas... Uma pergunta que sempre esteve em minha mente, desde criança e até agora, cuja resposta ainda não encontrei, é: Porque Snarf é o único do grupo que se parece um gato de verdade? Se alguém souber a resposta, por favor me ajude a entender! Voltando ao assunto, achei legal o que a Nanda disse sobre as roupas, realmente, é estranho, eles não tem nada a esconder, então porque usam roupas? Será que na época o desenho poderia ser censurado? Isso me faz lembrar de um assunto que não tem nada a ver, mas ao mesmo tempo tem. Eu estava lendo o HQ dos Novos Titãs, e a personagem feminina Solstício aparece com uma toalha enrolada no corpo após o banho, sendo que a personagem vive sem roupa. Qual é o sentido minha gente? Acho que o mundo não tem sentido! Mas uma coisa eu devo confessar, eu amo esse desenho, e não importa a época em que estejamos, eu sempre ficarei mega empolgada com a abertura dele kkkk ela é linda.

Caverna do Dragão:
Lígia - Eu amava Caverna do Dragão. Não me lembro se cheguei a ter um personagem favorito, mas... O Vingador provavelmente era o personagem mais odiado do desenho, mas cá entre nós, eu acho que ele é um cara muito carente. Não tem outra explicação lógica e racional para ele ficar impedindo a Turminha do Barulho de voltar pra casa. Outra coisa que eu nunca entendi sobre esse cara é: ELE tem asas, MAS quem voa é o CAVALO. O Mestre dos Magos sempre foi o causador do meu derradeiro ódio, tudo bem que o cara era fofinho e tudo mais, mas caramba, ele nunca dizia como as crianças podiam voltar e quando dava conselhos só atrapalhava, as crianças viviam entrando e saindo de arapucas por culpa dele. E não vou nem falar da Uni e de quando ela impediu que eles voltassem para casa, é capaz que eu tenha um treco só de pensar. E as crianças!? Ah, crianças... tinha dia que eu queria matar. Principalmente o Eric e o Presto, só faziam besteira, um dava no pé e o outro, mesmo tentando, não ajudava, só piorava, aquele chapeuzinho(não lembro o nome correto) dele era azarado, não saia nada que prestasse daquela birosca. As outras crianças ainda tinham salvação, mas tinha umas burradas...

Nanda - Ahhh Caverna do Dragão... bons tempos! Eu assistia todos os dias, era basicamente uma coisa planejada das minhas manhãs. Mas eu tenho que dizer que tem erros... e MUITOS. Alguns aceitáveis, já outros... Vamos começar falando do Hank (guarda), o líder... o poderoso... o loiro... Ele mandava na parada toda. Seu maior medo era não ser um bom líder... ele até era um bom líder, mas era MUITO FOMINHA! Cara! Ele queria mandar em todo mundo, se ele não gostasse de uma coisa, ninguém poderia faze-la. E é por essa razão que ele era o personagem que eu menos gostava (tirando o Bobby, que eu até esquecia da existência no desenho...). Eric (cavaleiro), esse tinha bom humor... além de um nome LINDO *----* (sério, eu adoro esse nome). Tudo que o Eric queria era ser líder, mas ele era extremamente arrogante e egoísta, por isso nunca se tornou líder de bosta nenhuma... mas ele era legal, sarcástico também. Diana (acrobata), bem, nunca gostei, nem desgostei dela, seu maior medo era envelhecer (vê se pode uma coisa dessas... um dia todos vamos...) e o irônico é que em um episódio ela e o resto da turma envelhecem (mas era só hipnose, ou algo assim). Sheila (ladra), minha preferida *----*, irmã mais velha de Bobby, tem uma afeição por Hank (e ele por ela), grande porcaria... seu maior medo era ficar sozinha (outro medo bobo). Presto (mago), era o PIOR MAGO DE TODOS! Ele até tentava, mas suas mágicas sempre davam em merda. Bobby (bárbaro), não gostava dele, e tenho uma razão, por culpa de Bobby que encontrou e a praga da Uni, a turminha nunca conseguia voltar para casa... Uni ¬¬ (nem vou falar o que eu penso dessa criatura). Mestre dos Magos, o maior filho de um Papai Noel (ehhhh é Natal! Vamos falar sobre presentes, paz e o resto que ninguém se importa...), se eu pudesse eu falaria umas verdades para esse Mestre dos Magos... Ele sempre aparecia... falava alguma besteira e vazava. Vingador, a razão do desenho fazer sentido, o popular, o temido, o-cara-de-cara-branca-que-usava-roupa-vermelha-com-chifre-na-cabeça-que-parecia-que-usava-saia-montado-em-um-cavalo (respira), ele era um cara estranho... Qual a razão dele atrapalhar tudo? A mesma de todos os vilões... NENHUMA! Ai você me pergunta: "Nanda, então por que ele atrapalhava a turma?". Minha resposta: Não tenho ideia, talvez possamos descobrir no dia em que o Vingador decidir fazer uma Autobiografia... Nem vou falar dos personagens secundariamente secundários de segunda (kkkkk)...

Dora - Aiaiai, eu adorava Caverna do Dragão. Meus personagens favoritos eram Presto, Diana e Sheila. Não gostava nem um pouco do Hank, achava ele muito, seilá, mandão. O Eric era bem divertido, porém, muito burro e imprevisível para ser um líder (não é pra menos que ele nunca tenha liderado o grupo). Adorava a Diana e a Sheila, as duas tinham armas incríveis, o bastão e o capuz, duas armas muito legais, e que eram bem usadas pelas duas. Adorava mais o Presto, ele era engraçado, e não sabia usar sua arma direito, mas era um rapaz muito inteligente e sempre dava um jeito de ajudar os amigos. Aliais, essa era a "moral da história" de a Caverna do Dragão, a amizade. Mas Eric não era o personagem mais amigável na minha opinião, e com certeza vocês concordam comigo, ele era muito egocêntrico, mas como vimos nos desenhos, ele aprende a respeitar e começa a pensar mais nos colegas, ao ponto de salva-los em alguns episódios. Eu gostava do Bobby e da Uni, mas passei a odiá-los no episódio onde Uni não deixa o grupo voltar para casa. O que me motivava a assistir o desenho, era ter sempre a esperança de que o grupo voltasse finalmente para casa, mas infelizmente eles nunca voltaram, ou como mostra o último episódio, nós não sabemos qual foi a escolha deles. Também não gostava do Mestre dos Magos, em parte, por não entender nada que ele falava (é claro, eu era criança, e pra mim, ele falava grego), além dele abandonar as crianças quando elas mais precisavam da sua ajuda, isso me deixava com raiva dele. Acho que o desenho ajudou a criar o meu caráter, em especial, me ensinou o valor da amizade, além de me fazer amar acima de tudo, histórias de fantasia e aventura. ^---^

As Tartarugas Ninja:
Lígia - As Novas Tartarugas Ninjas, dessa eu me lembro mais. As tartarugas tinham nomes de pintores da Renascença (o que me ajudou bastante nas provas de artes ;D), eram os nossos queridos: Raphael, Michelangelo, Leonardo e Donatello. O meu favorito era o Raphael ^.^ Mas vamos ao que interessa. O mestre Splinter sempre me deu dor de cabeça, porque eu assisti dois Tartarugas Ninjas diferentes em minha vida, em um deles o mestre era um humano(detalhe, era um ninja) que virou um rato e no outro ele era o rato de estimação de um ninja. Então eu nunca soube o que ele era de fato. Eu nunca vou lembrar de TODOS os vilões, mas o que mais me marcou (talvez por ele sempre estar lá) foi o Destruidor, mas esse nome não tinha sentido, ele nunca destruía nada, talvez por as Tartarugas sempre o impedir... ele devia ser um cara muito depressivo. Uh! Agora me veio a mente um detalhe técnico. Eles são tartarugas (Oh, não diga! Eu nem notei!) e todos sabem que tartarugas são uns bichinhos lerdos, então como eles eram tão rápidos e como davam aqueles golpes Karatê Kid sem se atrapalhar todo!? Eis o mistério. O engraçado, é que os desenhos com mais gafes (não as horripilantes, por favor) eram sempre os melhores.

Nanda - Tartarugas Ninjas, existe vários desenhos e filmes das TN, mas eu vou falar do desenho que assisti, aquele de 1987. Primeiro de tudo, o desenho se chama "As Tartarugas Ninja" (isso mesmo NINJA, e não Ninjas... mas como é terrível dizer "As Tartarugas Ninja", colocamos Ninjas mesmo). Antes de virar desenho, as Tartarugas eram histórias em quadrinhos (o qual eu nunca tive acesso), quando se tornou um desenho a história mudou completamente (de quadrinho para desenho). O desenho era bem sem noção, já começava com Yoshi um homem que foi expulso do Clã do Pé tendo uma briga louca e depois derrotado foi obrigado a viver nos esgotos de New York (até ai tudo normal né...), vivendo nos esgotos Yoshi se tornou amigo dos únicos seres que viviam ali, RATOS (até ai... nojento), depois ele encontra quadro tartarugas (de tamanho natural), cobertas por um liquido brilhante, e esse liquido começa a fazer diversas alterações em Yoshi e nas tartarugas. Yoshi vira um "homem-rato" e muda seu nome para Splinter e as tartarugas se transformaram em SUPER TARTARUGAS. Splinter adota as tartarugas e ensina a arte do ninjitsu. Splinter dá nomes para as tartarugas, os nomes que já conhecemos Leonardo, Donatello, Raphael e Michelangelo (super normal...). Meu personagem favorito era o Donatello! Motivo: Ele era o mais inteligente da equipe U.U. Notaram a normalidade desse desenho? TOTALMENTE NORMAL, nada que não aconteça todos os dias em nossas vidas. Mas querendo ou não, esse desenho era DAHORA! E a abertura era demais! CHOCRÍVEL!

Dora - *Nada a comentar*

Scooby-Doo:
Lígia - "Scooby-Doo cadê você??? Salsichaaaaaaaa!!!" O cachorro respondia. Tem algo mais absurdo? Tem! O fato deles terem medo de mascaras de borracha. Mas quem ligava pra uma coisa dessas quando pequeno? Eu não, mas enfim. O Scooby é um personagens mais humano que cachorro, nem latir ele latia, e ainda por cima fazia todo o que um humano faz, até dirigir a Maquina Mistério ele já dirigiu, se bem que eram esses atos impensáveis por parte do Scooby que davam graça ao desenho. Isso e a covardia dos personagens. Olha, eu até entendo que no escuro TUDO é assustador, ainda mais um doido usando mascara, mas até no claro gente? Até os mais racionais do grupo (cof-cof-Velma-cof-cof) tinha medo de um troço desses. E outra! Fred Jones você é burro ou tapado? Fica separando o grupicho cara!? Quer ficar sozinho com a Daphne marca um encontro!

Nanda - Scooby-Doo... esse desenho me ensinou muitas coisas uma delas foi: "No final os monstros eram sempre pessoas". Como meu desenho favorito, sou suspeita para falar, mas já que o Críticas Sem Noção serve para arrebentar a boca do balão... então vou falar TUDO que eu acho absurdo no desenho! Salsicha, (meu personagem favorito), ele era gente boa, sempre faminto, e MAGRO feito um palito... (até hoje não sei para onde ia toda aquela comida... Hipótese: Ele tinha um buraco negro no estômago... fim!), mas que DIABOS é esse nome?! Quem daria o nome do próprio filho de Salsicha? (a mãe dele obviamente...), isso é um absurdo, ninguém se chama assim... e ele ainda tinha nome inteiro Salsicha Rogers, sério! Rogers?! Além de um nome estupidamente patético, Salsicha também tinha um cachorro chamado Scooby-Doo (o galã do nosso desenho) que FALAVA! O cachorro falava, comia, e se comportava igualzinho ao dono (Salsichinha Rogers da Silva Sauro). Velma Dinkley (minha personagem favorita). Velma era CEGA, totalmente cega, sem os óculos ela não enxergava nem o próprio umbigo. O que me dava razões para pensar: "Por que ela não amarrava os óculos na nuca? assim eles nunca cairiam...", mas não, ela sempre dava um jeito de deixa-lo cair e estragar alguma birosca por ai... Velma tinha uma MANIA de falar Gente toda hora (eita parece eu o.O, duas palavras que não saem da minha boca: Gente e Cara, kkkkkk). Esse era um dos bordões mais famosos dela. Fred Mercury Jones (o personagem que eu menos gostava). O Fred era um cara chato, cara! Muito mandão (já viram que eu não gosto de personagens mandões, como o Hank, deve ser por que eu sou um pouco mandona... eu acho... Responde aí Dora, Lígia e Mel, minha amigas do coração, eu sou mandona? olha lá o que vocês vão dizer... kkkkk), sempre querendo fazer as "armadilhas" para pegar o "monstro/pessoa-de-máscara-ridícula" e depois ficar com todo o crédito... Cretino! Daphne Blake, ela era basicamente-sendo-sincera-ao-extremo apenas um rostinho bonito... ela só era rica e fim! Ela era o Tony Stark do Scooby-Doo, rica e nada mais. Não fazia merda nenhuma, e só servia para ser raptada... pelo menos o Tony Stark fez alguma coisa, não me lembro agora... mas, deve ter feito... (Tony dos HQs é Dahorão... o do filme.. bom... Não!). FIMMMM!

Dora - Respondendo a sua pergunta Nanda, sim!! Você é mandona, pronto falei U.U Mas não estamos aqui para falar de gente mandona, estamos aqui para falar de Scooby-Doo, o desenho mais amado do mundo (pelo menos é pra mim kk), esse desenho era (é e sempre será) demais! Quem nunca assistiu aos episódios e tentava adivinhar quem era o cara por trás da mascara não sabe o que é viver, e o pior é que era uma maldita frustração, tinham vários personagens que se encaixavam, e ao decorrer do episódio você ia suspeitando de um em especial, mas ai chegava o final, e a Velma mostrava o verdadeiro vilão (maldita Velma kkkk), e para a nossa tristeza, nunca era o cara que a gente pensou. Era uma coisa de louco aquilo! O que eu sempre quis saber era, porque diabos esses garotos vão cheirar o que não deve?? O que eles estavam fazendo afinal? Porque eles "resolvem" mistérios? Eles são só adolescentes, não podiam ficar em casa jogando vídeo-game ou assistindo TV? Por que se meter em confusão? Bom, essas perguntas nunca foram respondidas na minha infância, mas isso não deixava o desenho menos interessante. Meus personagens favoritos eram Salsinha e Daphne, gostava dos dois ruivinhos, mesmo eles não ajudando muito na resolução dos mistérios. Não gostava muito da Velma, nunca gostei de gente muito sabichona, é irritante (isso também serve pra você Hermione Granger, você me irrita!!!). Mas em todo o desenho, as minhas partes favoritas eram as que mostravam a Maquina de Mistério, aquela geringonça era divina *-* De qualquer forma William Hanna e Joseph Barbera merecem meu respeito por terem criado desenhos tão maravilhosos como Scooby-Doo, Tom e Jerry, Os Flintstones, Super Amigos, Corrida Maluca, Os Smurfs e muitos outros que me proporcionaram uma infância inigualável. Desculpa gente, tive que puxar o saco dos caras kkk

Pokémon:
Lígia - "Pokémon! Temos que pegar! Isso eu sei. Pegá-los eu tentarei. Vai ser grande a emoção... Po-ké-mon. Temos que pegar! Temos que pegar, Pokémon!" Eh vicio eterno... Não posso mentir e falar que eu perdi algum episódio de Pokémon, porque até os repetidos eu assistia, tenho ótimas e más lembranças desse desenho/anime (na época era tudo a mesma coisa), mas falarei delas posteriormente. Estamos aqui para fazer graça, não flashback ou nostalgia. Pokémon, atualmente, tem umas 14 temporadas e ainda tem  mais temporadas a caminho, mas existem coisas em Pokémon que serão um eterno mistério. Ate hoje eu quero esganar o Ash por uma única razão, PORQUE ELE NÃO EVOLUI O PIKACHU!? É sério minha gente, o Pikachu não evolui de jeito nenhum! Em compensação os outros Pokémons do Ash são todos evoluídos ao Nível Master. Brock, querido, como você enxerga!? Ele vive de olhos fechados, nunca vi aquele cara abrir o olho pra nada, nem pra ver mulher, que é o passatempo preferido dele. Por favor, se alguém chegou a ver os olhos do Brock me avisem, eu não posso morrer enquanto não ver os olhos da criança. Equipe Rocket (eu gostava bastante deles, achava-os engraçados), quando vocês vão mudar esse discurso? E é claro, mas não menos importante, Enfermeira Joy, quantas irmãs ela tem? Fico imaginando que a mãe dela é um coelho, no mínimo.

Nanda - Pokémon! Eu não posso ouvir a música dessa abertura, fico com a música na minha cabeça o dia inteiro! Mas tenho que dizer, essa musica é emocionante kkkkk. Bom vamos começar, eu já assisti um MONTÃO de episódios, mas duvido que eu tenha assistido todos, acho que são poucos que já viram todos, por que são MUITOS. O personagem que eu mais odiava era o Ash '-- (claro, acho que todo mundo odiava ele), ele ganhava TUDO! TUDO! Ele só perdeu em alguns torneios, e para um menino de cabelo castanho que era marrento (que não me lembro do nome), o inimigo do Ash (e meu herói, por que para mim, quem é inimigo do Ash é meu amigo, até a ridícula equipe Rocket). Pikachu, o pokémon mais zoado da internet (nem falo o por que U.U), ele era um rato amarelo mimado! É... por que o Ash só deixava ele fora da pokébola, o resto ficava lá trancado, enquanto o Pikachu que é bom, ficava do lado de fora vendo a natureza, respirando ar puro, comendo para caramba... Equipe Rocket... bom eu já falei que são ridículos, mas eu preferia eles do que o Ash (com certeza), James... James, nunca mais levei esse nome a sério depois de Pokémon, e também nunca mais levei o James a sério depois que vi imagens sobre o episódio censurado no mundo todo, onde o James fica com corpo de mulher '-- (depois disso eu tenho que dizer: Shun, você é homem sim, querido U.U). Se você não faz ideia do que eu estou falando Clique Aqui! Jessie era uma chata (não mais que o Ash), mas achei ela super legal em um episódio em que a Jessie e o James brigam (episódio "Quanto mais brigas, melhor"), ela até que ficou divertida nesse episódio (os dois ficaram)... e só. Minha experiência com Pokémon é não é lá essas coisas, não é nem de longe meu desenho (anime) favorito, mas em um dia de chuva dá para aturar mais Ash e Pikachu '-- E assim termino minha crítica Pokémon cantando: "Pokémon! Temos que pegar (isso eu sei). Pegá-los eu tentarei... A culpa disso é SUA LÍGIA! Para quê cantar?! Pra quê? para ficar na minha cabeça...

Dora - Ai gente! Vocês não fazem a noção do quanto é prazeroso pra mim xingar criticar esse desenho/anime/mangá/seja lá a merda que for. Não sei se vocês sabem, mas eu ODEIO anime/mangá/seilá que merda é. Mas não vou ficar aqui dando explicações para o meu ódio, o que interessa é que eu assistia essa merda coisa, pois só assim, eu podia ver os meus desenhos.... ¬¬ Bom, Pokémon é um desenho/anime/seilá o que, muito sem noção. Pra começar os bichinhos alienígenas ficam presos em uma pokébola, onde não se sabe como é que eles viviam, pois afinal, ela é aparentemente vazia, ou vai ver é um tipo uma lâmpada mágica, e dentro dela tem muitas coisas maneiras, ou mesmo pode ser um portal para outra dimensão ou país, quem sabe os Pokémons faziam uma viagem a Ilha Paraíso? (se bem que a Ilha não seria um lugar muito legal para os pokémons, mas acredito que o Brock iria amar a Ilha, Brock, seu safado!). Outra coisa patética, era a falta de criatividade dos desenhistas/produtores na hora de fazer os personagens, um exemplo disso eram as enfermeiras e as policiais (que eu não sei o nome por que não é importante pra mim! U.U) que são TODAS iguais, com as mesmas roupas, mesmos cabelos, mesmos sapatos, e até as mesmas vozes, santa sardinha! Não vou nem falar no CASAL Ash e Pikachu, os dois eram um porre total. Devo confessar que os únicos personagens que eu gostava eram Brock (mesmo sendo um safado) e a Misty (mesmo sendo um pouco irritante), sempre torcia para a Misty ganhar do Ash nas competições, mas torcia a toa, pois isso nunca aconteceu ¬¬ Bom, essa foi minha critica, os fãs de Pokémon podem me xingar a vontade ^----^
PS: Se você não sabe o que é Ilha Paraíso, só tenho uma coisa a dizer: Cuidado com o que vocês vão pesquisar no Google, Hein bonitões U.U Agora, se você entendeu minha piada, só tenho a dizer, parabéns, você acaba de ganhar o meu respeito, então, fique orgulhoso disso kkkk 

Bem, espero que tenham gostado desse nosso "desabafo" e não se preocupem, temos mais para falar, mas acredito que só em 2014. Aliais...
BOAS FESTAS!! =D

Bjs.